Mestiço - (Cândido Portinari 1934 - Óleo sobre tela)

Mestiço - (Cândido Portinari 1934 - Óleo sobre tela)

Comprovando o que muitos já sabiam, ser negro no Brasil ainda pode custar muito. A escravidão já foi abolida há pouco mais de cem anos, mas ao que tudo indica os negros ainda são uma maioria desprivilegiada e alvo de todo tipo de injustiça e violência. Um estudo estatístico e criminológico sobre as vítimas de homicídios no Brasil comprovou o que já se imaginava, que a maioria dessas vítimas são homens entre 14 e 30 anos e afro-descendentes.

A identificação da cor da pele nas declarações de óbito passou a ser obrigatória em 1996, devido a pressões do Movimento Negro e alguns partidos políticos e sociais, mas ainda sim os dados estatísticos são de baixa qualidade, apontando o descaso e a incompetência municipal e estadual, visto que os dados são incompletos sempre nos mesmos locais.

No Brasil existe uma grande diversidade de raças, por isso o país nega a discriminação racial e seus efeitos, mas ela existe.

A distinção entre as raças existe, mas não é assumida.

Os Ministérios da Saúde e da Justiça tentam padronizar as informações, mas o progresso tem sido lento. O fato é que a morte no Brasil tem gênero, idade, estado civil e cor da pele.

Anúncios