Category: Crônicas


Tempo, tempo mano velho…

Eleições 2008

Não poderia deixar de registrar minha opinião sobre a importância do dia de hoje para os brasileiros. Sinceramente, acho ridículo quando ouço alguém dizer que não gosta de política, e que vai votar em branco ou em nulo.

É muito fácil reclamar quando tudo vai mal, mas quem reclama deveria pensar que as pessoas que gerenciam nosso país são escolhidas por nós.

Portanto quando tudo vai mal, grande parte da responsabilidade é nossa, que não sabemos escolher nossos governantes, ou simplesmente deixamos pra lá como se isso não pudesse interferir diretamente em nossas vidas.

Devemos pesquisar, votar com consciência e principalmente cobrar das pessoas em quem votamos, se elas realmente estão cumprindo o que prometeram.

É hora de acordar e pensar que o futuro do nosso país, da nossa cidade; o nosso futuro depende apenas de nós e das nossas escolhas.

Amor de Filho

Ser mãe é uma dádiva divina. Acredito que ser pai deva ser mágico também. Ter um filho, alguém a quem proteger, amar e cuidar é uma coisa maravilhosa.

Muitas pessoas preferem cuidar da carreira profissional para depois constituírem família, cada um faz da vida o que acha melhor para si, mas eu penso que estão perdendo tempo.

Fui mãe muito jovem, aos dezoito anos, e minhas filhas nunca me atrapalharam em nada, adiei alguns projetos, apenas adiei.

Ano que vem concluo a minha faculdade de jornalismo, e nada melhor do que chegar em casa depois de um dia exaustivo e ter um colinho pequeno, macio e carinhoso para se aconchegar.

Infelizmente nossa sociedade tem uma mentalidade muito torpe do que é ter um filho. Vivendo no quinto mês de gravidez do meu terceiro filho, ou filha, a coisa que mais escuto é… “Nossa você é doida”, “Você é de coragem, hein?”.

Precisa ter coragem para ter filhos? Eles nos ensinam tanto. Aprendi mais com minhas filhas do que em anos de escola.

Outro dia brinquei com meu marido chamando ele de “Tripai”, um colega ouviu e disse:

“- Nossa cara você ta fu…”

E meu marido simplesmente respondeu:

“- Você diz isso porque não sabe o quanto é bom.

E eu assino em baixo, não é bom… é ótimo.

Infelizmente algumas pessoas até querem ter um filho, porém a natureza não as ajuda muito, mas se elas tiverem amor de sobra, existem várias crianças que precisa do amor de uma família e não tem.

Queira Deus que eu viva mais alguns anos para poder gerar um filho no coração, porque na barriga já são três, pelo menos até agora. (risos)

E para quem pensa em adotar uma criança aqui vão algumas dicas, e o meu incentivo.

Vale a pena!!!

Infância Roubada

            Na época de Aristóteles as crianças não eram consideradas cidadãs, mas hoje em dia isso mudou… mudou mesmo?

            Crianças que deveriam estar na escola estão trabalhando, às vezes, para sustentar famílias inteiras. Onde fica a cidadania e o direito de freqüentar a escola para se ter um futuro melhor?

            A culpa é dos pais que colocam seus filhos para trabalhar ou é do poder público que não se empenha mais para dar uma vida digna às famílias e por sua vez as crianças não precisarem trabalhar.

            Trocar o corpo por lata de sardinha e salsicha é ser prostituta, moço?”, disse ao repórter, um senhor que acabava de deixar sua filha ter relações sexuais em troca de comida.

            Muitas vezes os pais não colocam seus filhos para trabalhar por gosto e sim por necessidade. É obvio que no exemplo usado existiram outras maneiras de se conseguir as mesmas latinhas.

            Um país tão grande e abastecido de riquezas naturais como o Brasil não pode aceitar tal situação. Ter seu nome abaixo da qüinquagésima posição no que se refere à educação no mundo é um absurdo.

            É preciso ter sensibilidade e responsabilidade para devolver a infância perdida de nossos pequenos cidadãos.

Crise dos Estados Unidos

Realmente o negócio tá pegando fogo... (imagem de Emerson Fialho)

Realmente o negócio tá pegando fogo... (imagem de Emerson Fialho)

           

Todo mundo está falando da crise econômica dos Estados Unidos, e porque eu não falaria também?

 

            Poderia começar dizendo que ela afeta diretamente o Brasil, mas afinal, o que vem dos Estados Unidos que não afeta o Brasil e o resto do mundo? Uma fatia de hambúrguer a mais ou a menos no BigMac afeta a economia mundial.

            A Grã-Bretanha teve a inteligente iniciativa de convocar o resto do mundo para uma reunião sobre a crise-econômica, porque não fizeram isso antes? Ah já sei! Por que antes não havia crise econômica nos Estados Unidos. E o resto do mundo? O resto do mundo que se exploda…

            Lula também foi pra lá, participará de vários encontros bilaterais e multilaterais. Os representantes do FMI estarão lá, e Lula defenderá a “politização” do tema da crise econômica.

            E a bolsa da Ásia sobe. Na Europa despenca.

            Meu texto vai acabando por aqui e você se pergunta: E a crise econômica dos Estados Unidos? Vou usar a mesma resposta que o Lula deu quando fizeram essa pergunta a ele… “pergunte para o Bush”.

Fez Bonito!!!

Ontem dia 17 chegou ao fim mais uma edição dos Jogos Paraolímpicos.

Superação, vontade, determinação e vitória, não necessariamente na prova, mas na vida, marcaram a competição.

O Brasil se superou, subiu de 24º em Sidney, para 14º em Atenas e agora 9º em Pequim.

Uma campanha brilhante, reluzente como as medalhas que nossos pára atletas trazem no peito.

            Habemus Campeão: Daniel Dias foi o maior medalhista da competição, trazendo nove medalhas no total.

            Natação e Atletismo trouxeram mais medalhas, 19 e 15. O Futebol de Cinco se consagrou bicampeão, e até a Bocha esporte pouco conhecido em terras brasileiras trouxe 3 medalhas, sendo duas de ouro e uma de bronze.

            Chega de números!

Quero falar de nomes: Daniel Dias, André Brasil, Tito Sena, Lucas Prado, Dirceu Pinto, Eliseu Santos, Luiz Algacir e Welder Knaf, Antônio Tenório, Marcos Alves, o Joca…

Quero falar de sonhos… sonhos que se tornaram realidade, conquista, com muito suor perseverança e trabalho.

Quero falar de Clodoaldo Silva, que as vésperas da estréia foi trocado de classe por se considerado imbatível na classe que competia. E que mesmo abalado com a mudança, conseguiu se superar no revezamento 4×100.

Quero falar de você que fica ai chorando porque perdeu seu doce, achando que o mundo todo conspira contra você e gira em torno do seu umbigo.

Acorda!!!

 

Deficiente” é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

Louco” é quem não procura ser feliz com o que possui.

Cego” é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. E só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

Surdo” é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

Mudo” é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

Paralítico” é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

Diabético” é quem não consegue ser doce.

Anão” é quem não sabe deixar o amor crescer.

 

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois “Miseráveis” são todos que não conseguem falar com Deus.

(do dicionário particular do Mário Quintana)